Dicas e Tutoriais

Vamos começar a aprender os pontos de crochê!

1 – Ponto Corrente (Correntinha): é fundamental para iniciar o trabalho de crochê, qualquer que seja ele. Sem saber o Ponto Corrente é impossível fazer crochê! Ele é a base para iniciar qualquer trabalho.

É super fácil de fazer e uma delícia de praticar. Até meu filho que é meio estabanado consegue fazer. Rsrs

Se você pegar uma receita de crochê e encontrar a sigla “corr” é o ponto corrente (ou correntinha) que terá que fazer.

2 – Ponto Baixo: tem uma trama firme, servindo para fazer peças que peçam uma ponto mais fechado e firme.

Se encontrar “pb” em uma receita de crochê, é o ponto baixo que você deverá fazer.

Ele pode ser feito pegando só o fio de trás em todas as carreiras, deixando um formato sanfonado, mas isso se a receita pedir, do contrário ele é feito pegando os 2 fios.

A altura do ponto baixo é de 1 ponto corrente.

3 – Ponto Baixíssimo: é utilizado para as emendas de carreiras, nas terminações e para caminharmos sobre o trabalho. Ele não é um ponto de crochê que será utilizado para trabalhar uma peça toda com ele. É um ponto que não ficará visível no trabalho final, servindo para te encaminhar para o próximo passo. É um ponto sem volume. Que não possui altura.

A sigla do ponto baixíssimo é “pbx”.

4 – Ponto Alto: Tem uma trama média, sendo mais aberto que o ponto baixo. É muito útil em qualquer confecção de peças de crochê. Ele é ótimo para criar relevo. Além disso, a partir dele é possível criar o ponto alto duplo e o ponto alto triplo.


Primeiros passos no Crochê – Dicas para iniciantes

Separamos algumas dicas para quem está começando seus trabalhos com crochê, e ainda não sabe ao certo por onde deve começar a trabalhar.
Ao longo dos anos a humanidade foi se especializando em técnicas que envolvem os trabalhos manuais com agulha e linha, de forma que roupas e acessórios passaram de simples proteções para o dia a dia para se tornarem peças aprimoradas de artesanato ao longo dos anos.

E uma destas técnicas que teve sua origem na era medieval foi a técnica do crochê (também grafado como croché), que é uma das formas de entrelaçarmos linhas com o auxílio de uma agulha, de forma semelhante ao tricô, porém com o uso de uma agulha única de ponta curva.
Com o uso das técnicas de crochê é possível criar um trançado bem parecido com uma malha, e a partir deste trançado surgem modelos bem variados, como vestidinhos, blusinhas, tocas ou tapetes. E para lhes ajudar com os primeiros passos no mundo do crochê, separamos as principais dicas neste vídeo para quem está iniciando seus trabalhos de crochê, e que ainda não sabem bem por onde começar:

Modelos de artesanato com as técnicas de crochê

Separamos abaixo alguns trabalhos que dá para fazer com o uso das técnicas de crochê, como sapatinhos de bebê, roupinha de bonecas, tapetes, toucas, blusinhas, vestidinhos, e muito mais:

Dica para medida de Biquíni Néon em crochê

Dica para bikini neon super simples e fácil, ensinando uma maneira rápida de tirar medidas.

Cachecol em crochê infantil

Um lindo cachecol infantil para enfrentar os dias frios de inverno rápido e super simples de fazer com esse vídeo aprenda o passo a passo e se surpreenda com a facilidade.

Short em crochê - Passo a Passo

Nessa video aula aprenda a fazer um belo short em crochê.

Capinha de celular de crochê - passo a passo

Nessa video aula aprenda a fazer capinha de celular em crochê para Moto G.

Noções básicas de Crochê

Crochê é ARTE!

É a alegria de sentir-se capaz de tecer peças lindas como tapetes, cortinas, toalhas de mesas, colchas, roupas etc., etc., etc....

Nessa nossa primeira aula vou passar algumas noções elementares e de suma importância para o sucesso do seu aprendizado.

Primeira lição, não queira começar a aprender crochê usando agulha e linhas finas, isso será o seu fracasso.

Comece a aprender usando barbante nº 6 ou nº 8 (dê preferência a um barbante de boa qualidade); é que existem muitas marcas de barbantes que são tão ruins que tem até fiapos de madeira entrelaçados nos fios e acabam machucando nossas mãos; e as agulhas devem ser agulhas para crochê nº 4mm ou nº 4,5mm.

Outro segredinho não compre barbante com cor muito escura pois, dificulta a visualização dos pontos, compre barbante com cores vivas como verde, amarelo ou mesmo na cor cru.

Bem, dadas estas dicas vamos iniciar nosso crochê!



Ponto nº 1 - Ponto Correntinha

O ponto correntinha (corr) é o início de tudo, ele é base para todo trabalho confeccionado em crochê.

Fiz um vídeo mostrando como segurar a linha e a agulha e como é feito esse ponto, mas antes de assisti-lo, preste atenção: aconselho você a fazer pelo menos umas quinhentas correntinhas antes de passar para o próximo ponto, não tenha pressa (a pressa é inimiga da perfeição), mesmo porque é impossível aprender tudo em um único dia.

Primeiro domine bem o manuseio do ponto correntinha para depois passar para o segundo ponto.

Vídeo nº 1 - Ponto Correntinha





Ponto nº 2 - Ponto Alto


Nos trabalhos em crochê o ponto alto (pa) é usado em grande escala, aliás é o ponto mais usado.

Para confeccioná-lo precisamos dar uma laçada na agulha antes de atravessar o ponto da carreira anterior... bem mas isso eu vou mostrar no vídeo a seguir... depois de assisti-lo, treine bastante.

Vídeo nº 2 - Ponto Alto


Ponto nº 3 - Ponto Alto Duplo

O ponto alto duplo (pad) é semelhante ao ponto alto que aprendemos anteriormente, a diferença consiste em dar duas laçadas na agulha antes de atravessa-la pelo ponto da carreira anterior.

Vídeo nº 3 - Ponto Alto Duplo


Ponto nº 4 - Ponto Alto Triplo

No ponto alto triplo (pat) daremos três laçadas na agulha antes de atravessa-la pelo ponto da carreira de baixo. Vocês estão notando que cada laçada a mais que damos na agulha para a confecção dos pontos altos faz com que eles fiquem maiores, e é esse mesmo o objetivo do aumento das laçadas.

Vídeo nº 4 - Ponto Alto Triplo



Ponto nº 5 - Ponto Baixo

O ponto baixo (pb) é bem fácil, consiste em atravessar a agulha (sem nenhuma laçada), pelo ponto da carreira anterior, puxar uma linha ficando com duas linhas na agulha, em seguida dar uma nova laçada e atravessar pelas duas linhas que estão na agulha.

Vídeo nº 5 - Ponto Baixo



Ponto nº 6 - Ponto Baixo Duplo

No ponto baixo duplo (pbd), nós também atravessamos a agulha (sem laçada) pelo ponto da carreira anterior, puxamos uma linha por esse ponto, mas ao invés de passarmos essa linha pelas duas linhas que estão na agulha, passamos apenas pela primeira linha, em seguidas damos uma nova laçada e então atravessamos essa laçada pelas duas linhas que estão na agulha, fechando assim o ponto.

Vídeo nº 6 - Ponto Baixo Duplo



Ponto nº 7 - Ponto Baixíssimo

O ponto baixíssimo (pbx) é o ponto mais simples de fazer, é um ponto usado basicamente para fechar voltas de trabalhos ovais ou redondos, para fechar pontos picô e para arrematar trabalhos.

Vídeo nº 7 - Ponto Baixíssimo



Se você esta lendo esta frase é porque esta realmente com vontade de aprender! Parabéns!
No início pode parecer cansativo ter que ficar treinando muitas vezes o mesmo ponto, mas esse é o segredo treinar bastante, sem se preocupar em tecer peças completas, essa parte chata não dura muito, se você treinar uma hora por dia, durante uns vinte dias estará apta(o) a começar a construir sua primeira peça.

Vale a pena aprender, pois além de tudo é uma arte barata que não exige maquinário caro, se você errar o ponto é possível desmanchar e fazer de novo com a mesma linha; dá para fazer em quase todos os lugares, aproveitando momentos que talvez desperdiçaríamos, como por exemplo na sala de espera de um consultório médico, etc...

Bem, desejo que o crochê faça tão bem para você quanto faz para mim!






Vestido recém nascido - Passo a Passo

Aprenda como fazer um lindo vestidinho de crochê para recém - nascido, e não se esqueça de se inscrever no canal.Obrigada!!!

Jogo Americano Croche - Passo a Passo - Parte 1

Jogo Americano Croche - Passo a Passo - Parte 2